Integral e Etérico.


Vendo no dicionário o conceito de íntegro, chega-se a "integralidade", que é o mesmo que "completude", "totalidade". E como podemos estar íntegros se para sermos "totais" precisamos do holos, do macro, desse todo que é nós e tudo o mais? 

Essa "massa" do Todo deve nos deixar sem forma, seres amorfos, energias; e por consequência na origem. Então penso que estar íntegro é não estar em si, mas estar nesse Todo que sou eu e o entorno, uníssonos.

Logo, me parece que estar integro é estar amorfo e assumir a forma deste ou daquele momento, mutável e ilimitado.