Jornada para si.


Nas horas que penso sempre morro um pouco. Enterro-me várias vezes por dia. Ressuscito sempre quando bate a lombra.

Essa busca de mim mesmo só não é contemplativa porque relembro que as conexões etéricas revigoram o presente, apesar de estarmos em todos os tempos...