Estória de um adoçante. (Remix II)


Frente ao mel da ternura, o adoçante da polidez lembra um espeto de adversidade próximo à aceitação do gosto do fel.