Cornetto.


Quando der nome às coisas, dê-lhes onze letras à revelia. Não precisam de significado, mas de maestria.