Revolto.

Assim como o mar eu tenho meus dias de revolta, como maré que avança continente ou água que transborda copo raso.

Salgar a vida com humor irrelevante de quem acorda como se não dormisse é flutuar exposto ao sol não pelo prazer, mas pela insígnia das ondas que às vezes marolas, as vezes revolto.

Para uns isto é mazela; outros, boemia. Para mim, sinal de mudança. Cansei de marear estranhezas.